quarta-feira, 18 de julho de 2018

Leitura digital | E-reader | Kindle | E-book


Você gosta de livros?





Os livros dão-nos tempo. Com um bom livro na mão, nunca perdemos tempo: numa fila de banco, no auto, parados na rua à espera de alguém — tudo é um bom lugar para ler e ganhar esse tempo que, de outra forma, ficaria perdido para sempre.

Os livros saciam-nos a curiosidade. Somos uns animais muito curiosos. Ora, para lá da curiosidade superficial do dia-a-dia, há aquela curiosidade profunda que nos leva a querer saber cada vez mais sobre o mundo e o universo. Os livros são muito bons e alimentam essa curiosidade. Com um livro da mão, podemos descobrir os segredos do universo, mesmo quando estamos sentados num café, no burburinho da cidade.

Os livros fazem-nos viver mais. Não estou falando de viver mais tempo, embora até possa dar-se o caso de os livros nos permitirem viver mais anos (não faço ideia). Estou falando de viver mais com os anos que temos. Podemos mesmo dizer que os livros nos dão mais vidas: ficamos com a vida que temos e as vidas que lemos, com todas as aventuras, problemas e experiências que nunca viveríamos doutra forma.

Os livros ajudam-nos a descansar. Estranhamente, as mentes curiosas só descansam quando estão a aprender algo de que verdadeiramente gostam. Por isso, os livros são o descanso dos cérebros insaciáveis.

Os livros dão-nos algumas horas de felicidade. Há quem diga que é quase impossível provar que os livros nos tornam pessoas melhores. Talvez. Mas quem gosta de ler concordará que, se não nos tornam melhores pessoas, os livros dão-nos, pelo menos, um pouco de felicidade em certas horas dos nossos dias. Já não é nada mau.

Já que está por aqui, aproveite para comprar  seu KINDLE!!!  E leve uma biblioteca de mais de mil livros com você para qualquer lugar!

Comprando seu KINDLE através do meu link :   https://amzn.to/2JAxRdI    você receberá como brinde de agradecimento  30 livros digitais GRATUITOS  em formato MOBI  para seu Kindle.

  • 30 LIVROS DIGITAIS | E-BOOKS com diversos  temas de sua escolha. 
  • 1  vídeo aula para converter livros (pdf) para seu kindle

Quer falar comigo?  Me  envie um Whatsapp CLIK AQUI: https://bit.ly/2Nv0Wd4


terça-feira, 17 de julho de 2018

A Hotelaria brasileira está perdendo sua excelência




Recentemente participei de um processo seletivo que ocorreu num hotel de uma rede famosa.
Não vou narrar sobre o processo seletivo, que por sinal, foi excelente, tivemos até coffee-break pago pela empresa de Hunter.

A dinâmica iria começar  às 15h, busquei com isso ganhar tempo e chegar  1 hora mais cedo.
Me posicionei confortavelmente num canto da recepção que me permitia observar todo o movimento do lobby, da recepção e do restaurante adjacente.

Lembranças dos tempos em que fui mensageiro e recepcionista vieram como cenas de um filme. Observando os funcionários daquele hotel pude constatar que todos ali, precisavam de treinamento.

O processo de check-in

O hotel tem uma gigantesca porta giratória central e mais duas nas laterais, o fluxo de entrada e saída era bastante intenso. A área administrativa do hotel situada no térreo que facilitava a entrada e a saída dos funcionários fumantes, numa horinha que fiquei alí, uma funcionaria saiu pra fumar três vezes.
Naquele entra e sai de gente, pára um taxi com uma família de 5 pessoas que acabara de chegar do aeroporto. Na entrada não tinha nenhum Capitão porteiro, “Bellcapitan” (cargo quase extinto nos hotéis brasileiros). Todos tiveram que carregar suas bagagens e atrapalhavam-se na porta giratória.  Na recepção encontravam-se, 4 recepcionistas, 3 mensageiros e 2 seguranças e nenhum deles movera um passo para auxiliar aquela família que acabara de adentrar. Aquele check-in se assemelhava ao um de aeroporto, frio e sem excelência de atendimento.

Os mensageiros continuavam batendo papo com os seguranças, a recepcionista com cara de pão mofado, sequer esboçou um sorriso, pediu o cartão de credito do hóspede com a delicadeza de um agente federal quando nos pede o passaporte na alfandega, só faltou eu ouvir o famoso “ próximo!”.  A única informação que deu ao hóspede foi apontar com o dedo o caminho do elevador, naquele instante um dos mensageiros se ofereceu para levar uma das bagagens, e foi que percebi o quanto aquele hóspede estava decepcionado com seu atendimento, prontamente recusou.
Eu senti nos nervos todo aquele espetáculo da deselegância para um hotel daquele porte, a falta de gentileza, tanta gente numa recepção para nada.
E, continuando com o espetáculo dos horrores, algum deles contou uma piadinha  entre eles e as gargalhadinhas se ouvia de lado a lado.

O processo de Check-out

Cinco minutos após aquele check-in, um outro hóspede dirige-se a recepção e pede seu check-out, lá estavam os mensageiros  com seu pate-papo sobre os jogos da Copa. A “decepcionista” pergunta qual foi o consumo do frigobar do quarto, o hóspede diz que não houve nenhum consumo. Ela pergunta mais uma vez, “ nem água senhor?”, o hóspede confirma, “nem água”. Ela chama um do mensageiros e pede para que um deles suba até o apartamento e confira o frigobar. Passaram-se mais de cinco minutos até que o mensageiro confirmasse que não houvera nenhum consumo de frigobar, foi então que a recepcionista apresentou o extrato para conferencia, com a mesma cara de pão mofado. O hóspede pede um taxi até o aeroporto, e a gentil “desfuncionária” aponta com o dedo, informando que ele mesmo pode chamar um dos taxis em frente ao hotel. E, não ouvi sequer um “ boa viagem senhor fulano e volte sempre! Não, definitivamente aquele hotel desconhecia todas as  gentilezas de um  atendimento ao  hóspede.

E, faltavam  15 minutos do horário da  minha entrevista, nada mais poderia  acontecer  naquele meio tempo, e foi que presencio outra cena que explicaria tudo naquele hotel.  Aparece duas senhoras que poderiam ser hospedes ou alguma organizadora de um evento que acontecia naquele instante, solicitando a presença da gerente do hotel, inclusive a chamou pelo nome. Não acreditei ao ver uma bela jovem de uns 25 anos, com um salto de que mais parecia um desfile de moda, com seus cabelos longos e muito bem escovados,  devo admitir que ela estava com uma saia acima do joelho,  unhas postiças com as cores da bandeira brasileira, logo  percebia que cuidava muito bem de sua  pretensão para o cargo de Miss Universo e esquecia do principal, cuidar dos seus hóspedes. E, ouvi quando se apresentou como gerente geral daquele  empreendimento... infelizmente meu tempo de observador estava acabando, tinha que me dirigir ao  compromisso... não pude  assistir a performance da Gerente Geral. 

A leitura que faço  daquele  hotel é um tanto critica, a começar  pela quantidade de funcionarios ociosos e despreparados. 

Eu só sei que não se fazem mais hotelaria como antigamente...MAS continua a velha regra, a equipe é o reflexo da gerencia.


Leonardo Soares 
Gestor de Hospitalidade

terça-feira, 10 de julho de 2018

A nova geração de hoteleiros



Alunos de hotelaria - Glion

Hoje a hotelaria moderna admite que seus funcionários usem barba, pircens, brincos, largadores nas orelhas. O que nos leva a crer ser mais uma tendência dos modernos hotéis emergentes. Já por outro lado, a hotelaria clássica sempre prezou por um rosto clean.

Sou da época que nossos chefes passavam um chumaço de algodão em nosso rosto e ai se ficasse um fiozinho só, você seria convidado a refazer a barba, além de tomar a maior bronca. Existia uma disciplina quase militar, a hotelaria dos anos 70 no Brasil era uma das mais glamorosas, carregava uma tradição europeia em peso, logo depois seguido da americana que já trouxe mais tecnicismo e padronizações.

A hotelaria no dos anos 80 implorava por trabalhadores em todos os setores, cabendo aos estrangeiros os cargos de chefias, muitos gerentes, chefes de cozinha, governantas eram todos franceses, americanos, alemães e italianos. Naquela época sequer existiam escolas, cursos e muito menos uma faculdade de hotelaria ou turismo em lugar nenhum do Brasil. Tudo que aprendíamos era através dos treinamentos ministrados pelos chefes setoriais, emergíamos em extensos cursos de hospitalidade dias e semanas, nos eram ensinados toda forma de operação hoteleira. Ser recepcionista no São Paulo Hilton, naquele tempo era um cargo de status, bastávamos apresentar o nosso crachá em qualquer entrada de boate e nights clubs, restaurantes que éramos muito bem recebidos e convidados sem pagar absolutamente nada, claro, afinal nós divulgávamos os estabelecimentos para os hóspedes.

Nos ensinavam como sentar, como caminhar, como servir, como falar no momento certo, os workshops eram recheados de deliciosos coffee breaks, apresentação de filmes, não se exigia experiencia, qualquer um que batesse na porta de um hotel procurando emprego, encontraria uma vaga, o primeiro hotel internacional de bandeira americana no Brasil da a rede Hilton com uma interatividade que fazia qualquer um se apaixonar pela arte do Bem Receber - A hotelaria. O Hilton trouxe o conceito de hoteleria internacional, foi uma verdadeira  escola de hotelaria, deixou um legado de hoteleiros de almas.

O que de importante na apresentação pessoal?

A hotelaria brasileira tem grande influencia  europeia e americana. Um conceito formal, homens  terno e gravata mulheres  tailler.

No  entanto a hotelaria é universal, cada cultura, região busca incutir na sua uniformização um toque regional e peculiar, vejamos  os uniformes de alguns hotéis pelo mundo.


 Arábicos




Imagem relacionada




Um nó de gravata

Recentemente, ao perguntar numa sala de aula para os formandos em Pós-Adm. hotelaria, quem sabia dar um nó de gravata a grande maioria não sabiam, quem ali sabia fazer um envelopamento de cama, poucas ou quase ninguém sabia.

Eu, mostrei um Slide de uma turma de alunos do Curso de Administração Hoteleira nas escolas de hotelaria da Suíça para que observassem a postura e apresentação pessoal dos estudantes.



Resultado de imagem para glion students
Desde o primeiro dia de aula, os alunos obrigatoriamente devem se apresentar como profissionais da hospitalidade; homens de terno e gravata, mulheres de Tailleur.


Para os jovens e futuros hoteleiros que ainda não aprenderam ainda a dar seu nó de gravata, assistam os vídeos e mãos a obra!









sábado, 7 de julho de 2018

Hospitalidade de rua

https://www.youtube.com/watch?v=H3x3ifxnVLQ&feature=share




O Banquete Chinês



Resultado de imagem para chinese banquet

Uma das das coisas mais importantes na cultura chinesa, sem duvida, é banquetear, seja comemorando um negócio, receber visitas, socializar e fortalecer as relações entre família e amigos.

Os jantares chineses são verdadeiros banquetes regados a muitos pratos e muitas garrafas de vinho.


Resultado de imagem para chinese banquet


Conviver com a cultura e comunidade chinesa foi um dos grandes aprendizados que recebi, tímidos por natureza, dificilmente imergem em nossa cultura, e quando adentramos na deles, somos muito bem recebidos. No entanto, há um gigantesco obstáculo, a comunicação.


Imagem relacionada
O banquete de um imperador




Eventos & Banquetes

Resultado de imagem para chinese wedding table banquet


Resultado de imagem para chinese banquet



Imagem relacionada


A China domina mais de 88 idiomas e toda comunidade chinesa existente em São Paulo são oriundas de várias regiões da China, milhares de famílias falam idiomas próprios e nem entre eles conseguem se entender, são províncias com diferenças geográficas. 

A China tem milhares de dialetos e diversa línguas regionais pouco conhecidas. Entre as mais famosas estão o cantonês e o hokkien.  O Cantonês é um dialeto do chinês Yue. É o idioma oficial de Hong Kong e Macau.
O Mandarim é o idioma oficial da China e Taiwan, além de ser um dos idiomas oficiais de Singapura, possui diversos dialetos.                 O mandarim – que antigamente era conhecido como Putonghua (ou "língua comum") – é uma das línguas mais faladas do mundo.

Os chineses são muitos supersticiosos, para tudo eles evocam a boa sorte, seja nos negócios, aniversários das crianças, fechamento de negócios, encontro de amigos e para cada banquete há uma ritualística tanto para a comida como na bebida. Nos bolos de aniversários eles introduzem cédulas de dinheiro dentro dos bolos, até moedas de ouro. E por falar em bolo, o Chinês tem sempre o mesmo sabor! Não muda, sempre você vai comer um bolo com camadas de pão de ló, frutas frescas e chantili. Só vai ser diferente a decoração, eu provei mais de 100 bolos e todos tinham a mesma textura e sabor.
O Chinês adora frutas após as refeições, não suportam doces ou sobremesas, açúcar é quase considerado um tempero para elaboração de pratos na cozinha chinesa. Aliás eles adoram receber frutas como presentes. Outra iguaria que os chineses não comem é Queijo, seja de qualquer espécie, nunca que você vai encontrar queijo na dieta do chinês.

Nem pense que essa comida que conhecemos como chinesa, tipo: Frango Xadrez, Yaksoba, Chopsuay, comidinhas do Chine In Box  os chineses a consomem. Na verdade, essa gastronomia foi criada para os paladares ocidentais, você não tem ideia o que eles adoram comer em seus banquetes diários.
Os chineses se reúnem em grupos de 10 à 20 pessoas numa mesa giratória onde lá são colocadas em travessas uma variedade inicial de 12 pratos de entradas, são petiscos do tipo: pés de frango cozidos no vapor, algas, legumes, amendoim e na sequencia acompanhado dos pratos quentes como a tão esperada e cara  sopa de barbatana de turbarão. No Brasil não é permitido esse tipo de iguaria, as barbatanas são importadas da China e vendida numa rede clandestina aos restaurantes chineses e á família tradicionais que pagam caro por uma panela dessa sopa uma bagatela não menos de Mil dólares.

Carnes que são comuns na gastronomia chinesa e isso depende e muito de cada região, pois assim como tem um dialeto para cada província, também tem uma gastronomia diferencia uma das outras.
Bom, sabemos a China é um país enorme. Os fatores que estabelecem a forma de cozinhar, os ingredientes principais e os temperos são complexos. Incluem a história de cada região, sua geografia, clima, recursos naturais e estilos de vida. Como regra geral, o arroz é alimento básico principal do sul da China, por ali ser mais quente e úmido e os bolinhos e macarrão são a marca registrada do norte, mais frio.

Um lembrete! O mis-en-place básico de uma refeição chinesa é o  Hashi, e uma tigelinha, só. Não usam e não sabem se alimentar com talheres. A comida é posta em travessas nas mesas e cada um  se serve  das porções.


Imagem relacionada


Regras  & Superstições

Número 4

Tudo  na mesa  tem uma regra  quase que supersticiosa, como por exemplo nada que seja com o numeral 4, esse número é  considerado de má sorte, portanto  numa contagem os chineses descartam o número, como por exemplo um cardápio com 10 pratos, exemplo 1,2,3 (    ) 5,6,7,8,9,10.  Ou seja nunca existirá um  quarto “prato” e assim é com tudo, nos negócios, etc.

Como comer peixes

No idioma chinês, a expressão “coma peixe” tem o mesmo som de “fartura” (“yǒu yú”), portanto, esse tipo de alimento é considerado como atrativo de boa sorte. Uma vez que um dos lados do animal marinho tenha sido totalmente comido, nunca vire o peixe para o outro lado.
Esse costume teve início em comunidades pesqueiras da China, onde o animal nadador representa um barco e virá-lo simboliza colocar sua fonte de renda de cabeça para baixo. Por esse motivo, para conseguir comer o outro lado do alimento, basta que você pegue a coluna do peixe com seus palitinhos, a arranque do resto e coloque ao lado do prato.

Cada região tem sua tradição culinária, por isso se for a um restaurante chinês é bom descobrir qual  a influência da gastronomia. Geralmente os donos administram seus  estabelecimentos juntamente  com toda  a família.

Existem muitas cozinhas  chinesas, as 8 principais cozinha chinesas são:
Shandong Cozinha, Guangdong Cozinha, Sichuan Cozinha, Hunan Cozinha, Jiangsu Cozinha, Zhejiang Cozinha, Fujian Cozinha e Anhui Cozinha.

Cozinha Sichuan

A culinária de Sichuan é conhecida principalmente pelo uso intensivo de alho, gengibre, amendoim e pimenta. O uso abundante de pimenta em seus pratos,  causa uma sensação de formigamento e entorpecimento na boca. A fritura rápida é a técnica de cozimento mais utilizada.


                                     Prato típico representante: Mapo Tofu



Cozinha Shandong

Salgada e saborosa, a cozinha de Shandong tem como uma das técnicas principais de cozimento carnes assadas lentamente. Usa-se uma tonelada de charlotas (cebolas pequenas), cebolinha e alho. Shandong tem a história mais longa de todos os oito tipos de cozinha. A capital Pequim tem influencia desta cozinha e tem um prato principal caracterisco o pato laqueado. Esta era a cozinha tradicional servidas aos imperadores.
Devido à proximidade de Shandong ao mar, muitos de seus pratos mais famosos tem frutos do mar como o ingrediente central.





 Prato Representante: Carpa agri-doce, Pato Laqueado







Cozinha Guangdong

Também podemos chamar de cozinha Cantonesa.
Na Guangdong técnicas como assar no vapor e rechear são muito usadas. Cozinha-se muito com vinho e é muito marcado pelo uso do sal. Porco, carne de boi, frango são as principais carnes da cozinha cantonesa. Não se ve muito peixe. Prato com língua de animais e caracóis são muito apreciados. Outros ingredientes largamente usados são os ovos, as  pernas de rã e a folha de lótus.

Os famosos dim sum são os carros chefes da cozinha de Guangdong.




Prato Representante: Dim Sum





Cozinha Jiangsu 

A cozinha Jiangsu tem várias cidades representativas incluindo Shanghai e Nanjing.

Esta cozinha é marcado por seu tempero agri-doce. Leves e calmos para o estômago. O “红烧 (Hong Shao)” que  significa literalmente “refogada vermelho”, e é um método de cozimento que é dominante nesta região. Isso resulta em um sabor doce e salgado quase caramelizado.



Prato Representante: almôndegas vermelhas refogadas Hong Shao Shī zi Tou

Cozinha Zhejiang

Esta é uma cozinha grande e diversificada que faz uso pesado de óleo e condimentos para proporcionar um sabor forte, Zhejiang Cuisine é única que usa técnicas como stir-fry. A região produz peixes de água doce e camarões, que são geralmente preparados fritos. O estilo de cozinha Zhejiang tem três subcategorias incluindo Hangzhou, Ningbo e Shaoxing. Hangzhou cozinha delicada que usa muito brotos de bambu, Shaoxing mercada pela utilização de aves, e Ningbo especializado em legumes bastante macios e muito salgados. ”




Prato Representante: Peixes de água doce, ( XI hú Cù Yu)



Cozinha Fujian

Fujian tem quatro características distintas: corte fino, sopas, temperos alternativos e culinária requintada.
Graças à sua proximidade com o mar, a cozinha Fujian tornou-se conhecida por suas sopas de frutos do mar frescos Chefs Fujianese  tendem a usar álcool em sua cozinha. Cogumelos e brotos de bambu também são ​​muito usados nesta cozinha.



Prato Representante: Sopa de peixes e frutos do mar | FUO Tiao Qiang)



Cozinha Hunan

Semelhante a culinária de Sichuan, a cozinha Hunan é quente, quente, quente. Pimentas e alho são dois ingredientes essenciais na cozinha Hunan. Também é conhecida por suas apresentações elaboradas e atraentes. A cozinha de Hunan contém mais de 4.000 pratos. A região também é bem conhecida por sua carne curada, tofu fedido, macarrão de arroz, carne de porco assada e hotpot.


Prato Representante: Frango ao General Tso | zuǒ Zong Tang jī


Cozinha Anhui

Desenvolvido nas Montanhas Huangshan, a cozinha Anhui faz uso de uma abundância de plantas e animais selvagens. Os métodos de cocção mais utilizados são o vapor, assados e refogado, por isso, Anhui é uma cozinha tipicamente mais leve no sabor em comparação as outras cozinhas chinesas. Bolinhos de ovos, broto de bambu, tofu e ganso são populares nesta cozinha. Os chefs aqui utilizam muito presunto como tempero e açúcar nos doces.


Prato Representante: Rã com cogumelo | Qing Zheng shí jī



Fonte literária:

Resultado de imagem para chinese banquet



sexta-feira, 6 de julho de 2018

Confeitaria do século XXI Adeus glacê!



O casamento pode tornar-se não só uma celebração há muito esperada e a proclamação do verdadeiro relacionamento amoroso, mas também uma obra-prima de design, o apogeu da decoração e do estilo. Mas você já pensou em apimentar um dos eventos mais importantes de sua vida com algo verdadeiramente extraordinário e memorável? Para fazer algo excepcional, você precisa pensar fora da caixa e uma boa maneira de fazer isso é enriquecer os elementos comuns do casamento com a tecnologia.

Conheça o mapeamento de projeção de bolo de casamento. A única maneira de tornar seu bolo de casamento 100% único e irrepetível é a tecnologia de mapeamento de projeção aplicada a bolos de casamento. Bolo de casamento branco é uma tela perfeita para filmes a serem projetados. A ideia é simples: você escolhe o fragmento de vídeo ou as imagens e projeta isso exatamente no seu bolo para torná-lo algo memorável! Expresse sua imaginação escolhendo qualquer visual que você queira animar o bolo de casamento e deixe seus convidados lembrarem do seu evento.

Veja a seguir como essa nova técnica está revolucionando os bolos de casamento





Bolos da Disney











Livros digitais | Ebook







PROFESSOR | GESTOR EM HOSPITALIDADE

Postagem em destaque

ABACAXI, UMA HISTÓRIA DE HOSPITALIDADE

Pineapple water fountain in Waterfront Park in Charleston Embora fosse novembro, o sol ainda estava bastante quente e a exub...

As mais lidas