terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Hoteleiro: mude suas tarifas diariamente!



Tem gerente geral que ainda trabalha com tarifários semestrais, ou seja muda os preços apenas duas vezes por ano. Isso me faz lembrar aquela piada dos dois homens que vão à farmácia comprar camisinhas. O mais jovem, solteiro, pede o kit com seis e sai gabando-se que é para a semana toda (segunda à sábado), o outro, um pouco mais velho e casado, escolhe a caixa com 12 e sai triste, pois é para o ano todo.

Hoteleiro, o sistema mudou! Nos dias de hoje tem hotel que muda seu tarifário três vezes por dia! Claro depende da demanda, se ela sobe, aumenta a tarifa, se cai, diminui o preço, nada mais lógico, certo?

Puxa, mas como consigo controlar as tarifas e disponibilizá-las nos diferentes sites de venda?

Hoje existem ferramentas que possibilitam controlar todas ações com um simples “enter”.

E o que faço com as operadoras que me pressionam para dar tarifas baixas e ainda comissioná-las em 30%?
Trabalhe com as tarifas que você desejar e não as que elas querem. O hotel é seu, ou delas? Me desculpe, mas comissionar tarifas em 30% é coisa pra sócio, elas são sócias do hotel? Dividem as despesas com você?

E com as tarifas corporativas? Como subimos as tarifas delas?

Primeiro, ofereça tarifas acordo para aquelas empresas que comprem um número mínimo no mês. Não vá abrindo as portas (para não dizer as pernas) logo de cara só porque é uma empresa. Por que é preciso dar tarifas especiais para elas? Elas nos dão tarifas especiais quando vamos comprar carros, roupas? O Abílio 
Diniz nos dá preços especiais já que somos clientes fixos de seus supermercados? As companhias aéreas dão descontos especiais se formos lá bater em suas portas? Aliás, onde é que ficam as portas delas? Quando vamos comer em um restaurante pela décima vez, ganhamos algo? Só algumas pizzarias delivery é que imprimem seus cuponzinhos de “junte dez e troque por uma pizza”. Mas, de resto, pagamos o que eles pedem! E por que temos que oferecer tarifas especiais para empresas que ficam brincando de leilão com os hotéis?
Hoteleiro, valorize-se! Cobre preços justos que possam permitir o investimento constante em seu empreendimento. Tarifas justas se transformam em implementações de serviços e amenidades, que puxam as tarifas para cima! Lembre-se: praticar tarifas baixas é assinar o documento de concordata!

Treine seus colaboradores, ofereça o melhor serviço e orgulhe-se em cobrar uma tarifa justa e digna!  venda suas tarifas mais baratas no teu site, se alguém ligar para teu 0800, cobre mais caro! A tarifa no site não custa quase nada para você, já na tua central de reservas, no mínimo, custa o que você paga de salário para teu colaborador que pode estar dando uma atenção especial para teu hóspede!
fonte: blog do peter

Nenhum comentário: