terça-feira, 6 de dezembro de 2011

THE BREAKFAST O CAFÉ DA MANHÃ



As delicias mais esperada num hotel, o  Buffet do café da manhã,continental, inglês ou brunch: o tipo do café da manhã diz muito sobre o hotel e pesa no valor da diária Ele faz parte de todos os roteiros de viagem. Seja num grande resort em Salvador ou em uma pequena pousada em Hanói, no Vietnã, o café da manhã é tão importante para o viajante que, em alguns casos, pode colocar em risco não apenas a reputação do hotel, mas também do destino.

Não é à toa. A primeira refeição do dia, muitas vezes rejeitada quando estamos em casa, de saída para o trabalho, ganha um novo status quando é servida no hotel, durante as férias. O prazer da mesa farta e o tempo disponível para saborear o desjejum são acompanhados pela curiosidade do hóspede sobre a variedade de frutas, pães, bolos e frios dispostos no bufê.

Doces, bolos e muita caloria no modelo britânico

Desjejum

Ficou com fome? Conheça os diferentes tipos de cafés da manhã servidos nos hotéis  ao redor do mundo.

Café Continental

Não existe uma regra rígida para a composição do café continental, adotado por muitos hotéis na Europa. Ele tem este nome para diferenciá-lo do british breakfast, o café inglês. O continental é composto por leite, café, suco de frutas, pães, torradas, biscoitos, no máximo duas variações de bolos e de frutas, manteiga e normalmente algumas variedades de frios ou embutidos (queijo, presunto, salame). Comparado com o café inglês, é um tipo menos substancial, porém menos calórico. Como não é tão farto, essa é a categoria que é servida no quarto, quando solicitado pelo hóspede.

British breakfast

Bem recheado de muitas calorias, o british breakfast ou o café inglês, servido nos hotéis da Inglaterra, normalmente é composto por café, leite, sucos de frutas, chás, pães, bolos, cereais, torradas, ovos – que podem ser fritos, cozidos, quentes ou em omeletes – salsichas, linguiças, hambúrguer, bacon, filé de peixe, geleias e cereais.

Brunch

Modelo mais popular de desejum incluído nas hospedagens mundo a fora, o brunch é 
uma mistura de café da manhã com almoço. Servido até mais tarde, ele inclui ovos, bacon, cereais, frutas, saladas, panquecas, geleias, sucos de frutas, chás, cafés, tortas doces e salgadas, carnes, pães, biscoitos, pratos quentes regionais, bolos e até espumante.

E o que vai à mesa depende muito da região, da categoria do hotel e da modalidade de café da manhã: continental; british breakfast (o café britânico) ou brunch. O primeiro, mais simples, é servido em pousadas e hotéis menores. Também é a categoria disponível no room service.

No british breakfast, muito comum nos Estados Unidos e na Inglaterra, a mesa será farta e calórica. O brunch – breakfast + lunch, ou café da manhã mais almoço – é o modelo adotado por muitos hotéis em todo o mundo, principalmente aos sábados e domingos. Combina itens do desjejum com maior variedade de doces e salgados, além de receitas regionais, típicas do destino.

Se o hotel não oferece um bom café da manhã, o hóspede fica frustrado. “Você pode fazer um ótimo almoço ou um jantar maravilhoso, mas o hóspede não se esquecerá da qualidade, boa ou má, do café da manhã”,

Em média, um hotel de alto padrão oferece mais de 70 itens no desjejum. “Quando um turista do Sul vai para o Nordeste, ele vai exigir tapioca e água de coco no café da manhã. Mas um estrangeiro vai querer comer isso no Brasil inteiro. Ele não reconhece as diferenças geográficas”.

Para exemplificar o quanto é preciso diferençar-se para agradar aos paladares comuns e exóticos, alguns hoteis adotaram o espumante no café da manhã. “Os s clientes têm a oportunidade de tomar uma taça de espumante enquanto degustam o café da manhã”.

Versão nacional

O café servido nos hotéis brasileiros depende muito da localidade da hospedagem. Se for no Sul, o chocolate e os pratos quentes ganham um destaque especial. Quem for a 
Minas Gerais vai encontrar o doce de leite e pão de queijo na mesa. No Nordeste, é possível comer até carne seca ao acordar. “O café da manhã é um dos elementos de maior importância na hora de escolher onde se hospedar. Se o hotel escolhido tiver um desjejum ruim, independente da localização, o hóspede não volta mais”.

Esta questão gastronômica, virou inclusive um atrativo no exterior. Conhecido como brazillian breakfast, o nosso café da ma­­nhã ganhou destaque no mundo. “A  oferta de produtos é maior quando comparado com o americano e o eu­­ropeu”.

Mas é claro que comer bem pela manhã tem seu preço. Normalmente, a variedade de produtos é proporcional ao valor da diária. E, nos pacotes vendidos pelas agências, a refeição é usada como uma peça de marketing e faz diferença na composição da diária. “Um café da manhã diversificado pode custar de R$ 80 a R$ 120, em um bom hotel”. 

Para fugir destes valores, muita gente tem optado por tomar o café da manhã na rua, que sai muito mais barato. “O café da manhã incluso é um argumento de venda. Mas acho que seria mais interessante, até do ponto de vista de marketing, deixar o cliente escolher se quer ou não pagar pela refeição”.

Tipos de café da manhã nos hotéis



As diferenças entre os vários tipos de café da manhã. Regimes de meia pensão, pensão completa, etc.

O café da manhã no salão e nos apartamentos é, geralmente servido das 6 às 10 horas. Nesse horário o café está incluído na diária, após este horário será cobrado como extra.

Entretanto, nos casos de pousadas e pequenos hotéis que recebem hóspedes que viajam a lazer, pode-se estender o horário do café até mais tarde, para o conforto daqueles que optarem em despertar mais tarde, ou preferirem fazer alguma atividade física pela manhã e tomar o café na volta.

Quem viaja de férias quer descansar e fugir da rotina com horários rígidos.
Se o hotel ou pousada, não oferecem almoço, não há motivo para retirar o café do buffet às 10 horas, pois a cozinha não precisa se organizar para o preparo do almoço.

No ato do check in, pode-se perguntar ao hóspede qual o horário que ele prefere para tomar o café e se ele tem alguma restrição alimentar, neste caso, providencia-se o alimento que ele solicitar um dia antes.

Detalhe importante é calcular as quantidades dos alimentos em função do número de hóspedes para não haver desperdício.

Quando o hotel ou pousada tiverem reserva confirmada, verifique se há crianças na reserva, geralmente elas comem pouco, preferem leite com chocolate, sucos, frutas. Existem hóspedes que não tem o hábito de comer de manhã, tudo isso deve ser levado em conta.

A fartura de um buffet enche aos olhos, mas nunca exagere nas quantidades, pois o que não for consumido tenderá a voltar ao café do dia seguinte, no caso de bolos, pães e biscoitos, ficarão ressecados, murchos.

Em climas quentes, as frutas tendem a amadurecer muito rápido e estragar, sucos de um dia para o outro perdem seu valor nutritivo, mesmo guardados em refrigerador.

Em alguns hotéis e pousadas, o café é servido ao ar livre, tome cuidado com essa prática. Frios, iogurte, leite, sucos e frutas expostos ao sol, deterioram com facilidade, podem causar intoxicação alimentar nos hóspedes. Mantenha tudo coberto para evitar moscas.


O preparo do café da manhã tem início às 5 da manhã, para se fazer os sucos, cortar as frutas e frios para estarem frescos ao servi-los, nunca realizar os cortes no dia anterior, pois perdem seu valor nutritivo e sabor.
Lembre-se o café da manhã é o ponto alto de qualquer hospedagem!

TIPOS DE CAFÉ DA MANHÃ

CAFÉ CONTINENTAL
Composto de:
·             bebidas quentes (café, chá, chocolate)
·             pão pequeno ou torradas
·             manteiga e geleias
·             complementos (por solicitação do cliente e mediante pagamento extra)

CAFÉ TROPICAL (mais usado no Brasil)
Composto de:
·             frutas: melão, maçã, mamão, melancia, ameixa uva , abacaxi, figo, banana, laranja, e salada de frutas. (prefira frutas da época)
·             pães: pão francês, pão de milho, pão de centeio, cuca, croissant, bolos diversos, chipa, sopa paraguaia.
·             frios: copa, salames diversos, presuntos e queijos diversos.
·             sucos: de abacaxi, laranja, cenoura, limonada, uva.
·             bebidas quentes: chás variados, café, leite , chocolate, capuccino
·             diversos: manteiga, sucrilhos, cereais, mel, salsichas, ovos quentes e geleias

BREAKFAST ANGLO - SAXON
·             bebidas quentes: café, leite, chocolate, chá
·             pães sortidos: pão e toast
·             frutas: maçã, pêra, banana, laranja, etc
·             suco de frutas: laranja, manga, melancia, melão, etc
·             cereais: corn flakes, granola, musli
·             ovos: omeletes, ovos mexidos, e à lacoque
·             carnes: roastbeef, presunto e salame
·             peixes: fritos ou grelhados
·             laticínios: iogurtes e queijos
BRUNCH
É um café que mescla o Breakfast com o lunch, é mais reforçado que o Breakfast, pois inclui saladas consomês e sobremesas. O Brunch é um pequeno almoço.
REGIME DE MEIA PENSÃO - MAP
Meia pensão é o termo utilizado para  o café da manhã + uma refeição que pode ser almoço ou jantar. Os pacotes turísticos sempre usam esta denominação.
REGIME DE PENSÃO COMPLETA - PC
Pensão completa designa as três refeições incluídas: café da manhã + almoço + jantar.
ROOM SERVICE
É o serviço de quarto que a copa faz, a pedido do hóspede, servindo lanches rápidos, bebidas, café da manhã, refeições completas.

Hoteleiro: mude suas tarifas diariamente!



Tem gerente geral que ainda trabalha com tarifários semestrais, ou seja muda os preços apenas duas vezes por ano. Isso me faz lembrar aquela piada dos dois homens que vão à farmácia comprar camisinhas. O mais jovem, solteiro, pede o kit com seis e sai gabando-se que é para a semana toda (segunda à sábado), o outro, um pouco mais velho e casado, escolhe a caixa com 12 e sai triste, pois é para o ano todo.

Hoteleiro, o sistema mudou! Nos dias de hoje tem hotel que muda seu tarifário três vezes por dia! Claro depende da demanda, se ela sobe, aumenta a tarifa, se cai, diminui o preço, nada mais lógico, certo?

Puxa, mas como consigo controlar as tarifas e disponibilizá-las nos diferentes sites de venda?

Hoje existem ferramentas que possibilitam controlar todas ações com um simples “enter”.

E o que faço com as operadoras que me pressionam para dar tarifas baixas e ainda comissioná-las em 30%?
Trabalhe com as tarifas que você desejar e não as que elas querem. O hotel é seu, ou delas? Me desculpe, mas comissionar tarifas em 30% é coisa pra sócio, elas são sócias do hotel? Dividem as despesas com você?

E com as tarifas corporativas? Como subimos as tarifas delas?

Primeiro, ofereça tarifas acordo para aquelas empresas que comprem um número mínimo no mês. Não vá abrindo as portas (para não dizer as pernas) logo de cara só porque é uma empresa. Por que é preciso dar tarifas especiais para elas? Elas nos dão tarifas especiais quando vamos comprar carros, roupas? O Abílio 
Diniz nos dá preços especiais já que somos clientes fixos de seus supermercados? As companhias aéreas dão descontos especiais se formos lá bater em suas portas? Aliás, onde é que ficam as portas delas? Quando vamos comer em um restaurante pela décima vez, ganhamos algo? Só algumas pizzarias delivery é que imprimem seus cuponzinhos de “junte dez e troque por uma pizza”. Mas, de resto, pagamos o que eles pedem! E por que temos que oferecer tarifas especiais para empresas que ficam brincando de leilão com os hotéis?
Hoteleiro, valorize-se! Cobre preços justos que possam permitir o investimento constante em seu empreendimento. Tarifas justas se transformam em implementações de serviços e amenidades, que puxam as tarifas para cima! Lembre-se: praticar tarifas baixas é assinar o documento de concordata!

Treine seus colaboradores, ofereça o melhor serviço e orgulhe-se em cobrar uma tarifa justa e digna!  venda suas tarifas mais baratas no teu site, se alguém ligar para teu 0800, cobre mais caro! A tarifa no site não custa quase nada para você, já na tua central de reservas, no mínimo, custa o que você paga de salário para teu colaborador que pode estar dando uma atenção especial para teu hóspede!
fonte: blog do peter

Executivos de vendas, arrumadeiras e a manutenção preventiva



Quem não se comunica se trumbica, dizia o saudoso Chacrinha, o Velho Guerreiro ou simplesmente José Abelardo Barbosa de Medeiros, nascido em 1917 e transferido para o “segundo andar” em 1988. Comunicação é tudo na vida, seja na amizade, no amor e principalmente no trabalho.
Nas minhas inúmeras e sempre enriquecedoras conversas com os gerentes gerais o tema da manutenção preventiva às vezes é abordado. Não é a maioria deles que entra no tema, geralmente dou um empurrão e, infelizmente, não é sempre que o GG realmente sabe que o termo é tão importante quanto budget, diária média, revpar, revenue management…
A hotelaria vive, desde o final do século passado, momentos de disputa feroz e acirrada. Conseguir colocar hóspedes nas UHs se transformou em uma arte que precisa da renovação de scripts constantemente.
Os executivos de vendas ou gerentes de contas são pressionados pelos gerentes ou supervisores que por sua vez são cobrados pelos diretores, estes vivem dependentes das decisões lexotanianas dos executivos que precisam dar explicações aos investidores ou para o conselho da corporação, seja uma rede ou um hotel de médio porte para cima. Os meios de hospedagem menores atuam de forma singular e fazem parte de um outro mecanismo comercial.
Muito bem, o departamento de vendas consegue o hóspede. Diz que a localização do hotel é a melhor, assim como a cama, o atendimento, chuveiro, a feijoada, tudo do bom e melhor, por isso que a tarifa é um pouco mais alta que a do concorrente, além disso tem a…
Aí chega o cliente sentindo-se o rei por ter escolhido aquele meio de hospedagem. Capitão porteiro, mensageiro, recepcionista, gerente de recepção, gerente geral, todos são só sorrisos e salamaleques. Ele entra no apartamento, as malas já estão lá.
- Uau! Não precisei dar gorjeta pro menino, puxa que quarto, legal! Deixa eu ver a vista, olha que parque lindo! Ops, esse voil tá rasgado, vai ver que a arrumadeira não viu…
Numa suíte do mesmo hotel, a hóspede está sentada confortavelmente na cadeira de sua workstation trabalhando em seu notebook, o celular toca e é o namorado, começam a conversa, ela desvia o olhar da tela de sua ferramenta de trabalho e percebe alguns riscos negros na parede branca perto do abajur. Ela chega mais perto sem deixar de prestar atenção nas palavras de seu suposto amado e esfrega com seu dedo a mancha que começa a sair. Será que a arrumadeira não percebeu essa sujeira?

Dez andares abaixo num quarto standard, o casal de clientes dá uns amassos na cama, acabam escorregando para o chão, a primeira coisa que um deles vê são três tomadas na parede ao lado da mesa da cabeçeira, todos os espelhos estão soltos e um deles só não está no chão porque o fio não deixa. Qual será a pergunta que seu cérebro faz?
Finalmente, em outra UH a bela mulher tira toda sua roupa e se dirige para o chuveiro, desliza para dentro do box e ao girar o registro nem percebe que a canopla está solta.
No check out, todos os hóspedes, menos a garota do banho, preenchem o guest comment. As reclamações, que se concentram ao departamento de manutenção do hotel, chegam no dia seguinte ao novo gerente geral que durante a reunião matinal do cômite executivo aborda o assunto:
 - Senhores, estamos com problemas sérios de comunicação neste hotel e isso está causando a má impressão em nossos hóspedes. Depois de ler os comentários preenchidos pelos clientes ele continua:
- Na opinião de vocês, qual é o departamento responsável nessas questões?
Ao mesmo tempo, dois executivos respondem:
- A manutenção! Diz a governanta
- A governança! Afirma o gerente de manutenção (GM)
- Vocês dois estão certos! Atesta o GG que pergunta:
- E qual departamento tem o dever em informar ao outro e dependendo do problema, bloquear o apartamento até o assunto ser solucionado?
- A governança! Exclamam todos
Como um líder nato, o GG levanta e esclarece:
- As arrumadeiras são as responsáveis em deixar o apartamento pronto para que a supervisora o libere no sistema, certo? Então por que estamos com problemas? Primeira opção: a arrumadeira ou a supervisora ao executarem suas tarefas podem estar com a cabeça em outro lugar e não repararem no problema;
segundo: o apartamento pode estar sendo liberado sem que a supervisora ou a governanta vejam a habitação;
terceiro: elas até podem ver os problemas mas não tem tempo para informar a manutenção;
quarto: elas informam a manunteção, mas não bloqueiam a UH;
quinto: a manutenção não está dando conta dos problemas;
sexto: a governança acha uma coisa e a manutenção acha outra.
Como vamos resolver a questão?
- Temos que conversar e chegar numa solução, diz a governanta.
- Concordo! fala o GM
O GG se dirige ao subgerente e pede para que ele assuma a reunião e olhando para a governanta e ao GM diz:
- Vamos para a minha sala resolver isso agora! Quero a participação de seus assistentes, podem chamá-los imediatamente por favor?
Enquanto os rádios são acionados, o comandante da nave hoteleira caminha para sua sala com a solução pronta na sua cabeça. Vai administrar os egos de cada um e de alguma forma mesclar os dois departamentos. Os dois assistentes farão um estágio em cada área e terão as responsabilidades divididas. Poderá promover alguém para a supervisão e contratar uma arrumadeira, o que será menos custoso. Mas, antes, quer ouvir a opinião dos envolvidos que chegam à sua sala. Cumprimenta os assistentes com um sorriso e diz:
- Muito bem! A partir de hoje temos um novo departamento, a “Manutenança”, todos de acordo?
As risadas são gerais e o clima está formado para encontrarem a solução! O elo da comunicação está formado! Vai para o trono ou não vai?
fonte: blog do peter