sexta-feira, 13 de julho de 2012

A EXCELÊNCIA DE SERVIR


Servir: uma  grande arte

Ao imaginar que tudo é treinamento, entendemos porque astronautas vão à lua e porque atletas vencem seus próprios marcos... porque houve muito treinamento. Só dança bem quem dança muito, dizia o melhor bailarino do mundo, Mikhail Baryshnikov, e só fará o que quer que seja com excelência quem fizer do treinamento sua filosofia de vida. O treinamento em forma de prática direta visa desenvolver e aperfeiçoar a veneração pelo cliente, dizia Walt Disney aos seus funcionários nos parques temáticos. É preciso treinar sempre, treinar com alegria e treinar vencendo-se a si mesmo.
Aprimorar a supremacia nas pessoas que servem é um treinamento dos mais apurados, dos mais específicos.
Há de saber entrar e de saber ficar invisível. Há de saber ouvir e só responder se for para servir melhor. Há de conhecer a equanimidade como sua própria alma e ao sair, fazê-lo com tamanha discrição que não se ouça os passos.
A alegria em servir deve trazer a certeza de que somos uma coisa só, uma unidade com tudo o que acontece ao redor, por isso não é mais quem é servido, nem menos, aquele que serve.
O verdadeiro servir vem da consciência do servidor.
Servir é Luxo, ser servido é Luxo.
O Luxo sem esforço é isso, é esta honra que você tem em servir. Não há esforço porque houve treinamento, houve consciência.
O Luxo no servir é uma via de duas mãos, pois o prazer de servir deve ser igual ao prazer de ser servido. Se não houver esta "via de mão dupla", então alguém sai perdendo e se alguém sai perdendo, não há excelência, não há fluxo de energia e não há continuidade.
Luxo é fluxo, é continuidade, regularidade na excelência. Isso tudo é parte de um grande equilíbrio de quem está servindo tão bem, que atinge, que toca quem está sendo servido. Servir é uma aventura das mais refinadas.
A energia não tem parede e a única coisa que podemos realmente fazer por alguém é estar centrado, principalmente ao servir.
A alegria de servir é fruto de quem se alinhou, se alegrou consigo mesmo antes de pretender servir alguém, de quem já serviu o seus próprios corpos, se abasteceu de bons cuidados e já se mimou bastante.
É preciso lembrar que "nada pode transbordar antes de preencher-se, nem um copo d’água". Portanto, vai servir com que energia se não a tiver? Sem este equilíbrio da energia, em algum momento, haverá contradição e então será preciso esforço para servir. Dessa forma não haverá Luxo, não haverá a naturalidade de quem serve incansavelmente. Um dos segredos do servir é a auto-estima da pessoa que serve, dos bons tratos que a pessoa que serve tem para consigo mesma.
Servir é uma dança de dar e receber alegria. Servir é uma benção para quem dá e para quem recebe, é um ir e vir de energias.
Treinar e treinar para servir melhor, porque servir não é para principiantes. Servir é uma experiência de deuses e de deusas, de devotos e de discípulos, de mordomos e gênios, eternamente fiéis aos seus amos.
Servir é ser capaz de elevar alguém ao paraíso, aos céus. Servir de verdade é literalmente surpreender o outro com autêntica veneração, respeito, cuidados e oferecer-lhe a dignidade máxima, oferecendo só o seu melhor.
O que não se pode prever é quem será o sujeito a ser servido, e o cuidado é de se estar tão preparado ao servir que não lhe caiba, em tempo algum, escolher o serviço. Escolher serviço, ou a quem servir, é estar muito distante da excelência.
O Luxo no servir sabe oferecer um café com a mesma excelência que se oferece uma aeronave. Não importa o ramo de negócio, o que importa é como chegar, até onde deve chegar e com que grau de excelência.
Nos negócios de Luxo não cabe outra forma de servir se não for a excelência no servir.
O servidor do Luxo deverá ser no mínimo impecável e no máximo único, sem esforço e com alegria no servir.
Enfim, precisamos saber que só atinge a excelência e a autêntica alegria no servir quem já conhece a energia da gratidão. A gratidão é que abre as portas do serviço diferenciado.
Deixo, então uma mensagem de treinador: Tudo é treinamento e tudo pode ser melhorado, lapidado e aperfeiçoado se houver treinamento. Nada poderá ser excelente se não houver treinamento.
fonte:gestão de luxo

Nenhum comentário: