sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

VAI CONSTRUIR UM HOTEL?




Alguns empresários regionais, principalmente do ramo do comércio, construção civil, entre outros, se aventuram num ramo que no mínimo é desafiador e complexo. Montar e gerir um hotel, ou mesmo uma pousada, exige um certo grau de conhecimento e profissionalismo no segmento hoteleiro e turístico. Muito embora essa premissa não seja colocada no projeto inicial que chamamos de PN,(plano de negócios), esse plano se não for minuciosamente estudado pode  levar muitos empreendedores a terem serias dores de cabeça.

Muitos são atraídos pela ilusão de que hotel trás  excelentes resultados financeiros, ou seja, o velho ditado que “ hotel dá dinheiro”. Devo considerar que sim, hotel tem uma excelente rentabilidade e se bem administrado, sem duvida torna-se uma “mina de ouro”.

Mas é preciso muita atenção se for entrar nesse ramo! O que faz com que um empresário do setor de construção civil queira abrir um hotel é pelo motivo de que ele ouviu alguém dizer que hotel é um bom negócio. Muito recente um empresário do setor de construção me pediu alguns conselhos para construir seu hotel, tão logo percebi sua visão limitada do que realmente venha  a ser um hotel.

Esse empresário de muito sucesso no seu ramo, percebeu  que em sua cidade  os hotéis sempre estavam lotados e também resolveu se aventurar nesse universo da hospitalidade. Muito bem, tinha um terreno disponível, pediu a um arquiteto que desenhasse seu hotel e construiu o seu. Perguntei sobre o estudo de viabilidade e seu PN, ele prontamente respondeu que  devido os hotéis da cidade estar sempre lotados, deduziu que o seu também estaria. Porém esse  cidadão esqueceu de um detalhe, a sazonalidade.

Disse ao cidadão que o “Plano de Negócio” do seu empreendimento equivale a um projeto de sua empresa, no qual cada uma das questões anteriores deve ser esmiuçada, estudada, compreendida e dominada para que você seja hábil o suficiente para tomar decisões corretas como empresário do ramo de “hotéis”.

Um Plano de Negócio pode ser entendido, então, como um conjunto de respostas que define os serviços que serão oferecidos, o formato de “hotel” mais adequado, o modelo de operação do “Hotel” que viabilize a disponibilização destes serviços e o conhecimento, as habilidades e atitudes que os responsáveis pelo “Hotel” deverão possuir e desenvolver.

Neste PN obrigatoriamente deverá constar todas as possibilidades tanto de sucesso e dos riscos, sendo imprescindível que o empreendedor mesmo não sendo hoteleiro saiba responder as seguintes questões:

Quais serviços o “Hotel” vai oferecer?

Esta é a primeira definição. Ela é a mais importante, pois condicionará todas as demais. O fundamento aqui é que os serviços devem atender necessidades de pessoas ou empresas. No caso dos serviços que você pensa em oferecer, como descobrir se existe interesse de pessoas ou de empresas? O estudo do mercado, ou seja, da concorrência, dos fornecedores e dos clientes em potencial será a parte principal do seu projeto de empresa, do seu Plano de Negócios.

Como será a empresa?

Para este tipo de negócio que estrutura de operação adotar? Quais responsabilidades de cada um? O que será exigido de cada funcionário? Como estes serão treinados para cada função? Para a administração geral do negócio? Para a função comercial? Para prestação dos serviços? Para a gestão financeira? Como sistematizar estas funções para se integrarem num processo de gestão ágil e econômico para um “ Hotel”?

Como serão prestados estes serviços?

É necessário garantir o domínio tecnológico, contar com especialistas nos serviços que oferecer, especialistas com habilitação profissional, licenciados para tal, conforme a legislação exigir. Já dispõe destes profissionais? São os próprios sócios? São empregados? São prestadores de serviços? Qual formato é mais adequado ao seu hotel? Como agem seus futuros concorrentes?

O que de melhor será oferecido?

Os trunfos da concorrência devem ser identificados. O que deve ser oferecido aos clientes que seja um diferencial, que seja mais atrativo do que a concorrência já oferece? Qual vantagem será oferecida aos clientes que supere a concorrência? E quanto aos novos concorrentes, existe a possibilidade de surgir novos de maior capacidade? Observe que sempre é possível ser melhor ou se igualar aos melhores concorrentes. Se o nível tecnológico igualar as empresas, supere em serviços agregados, isto é no atendimento ao cliente.

Quem é e onde está o cliente?

O mercado comprador deve ser estimado. Deve ser conhecido. Quem freqüentará seu Hotel? Por que freqüentará? Quantos serão estes clientes? Onde estão estes clientes? Como chegar até eles? Como influenciar na decisão de freqüentar seu Hotel? Como será sustentada a quantidade de clientes necessária para viabilizar o Hotel?

Onde será instalado o hotel ?

Quais aspectos de localização devem ser considerados para facilitar a atração de clientes? Estacionamento para clientes é relevante? Existem restrições legais para instalação deste tipo de empresa na localidade escolhida?

Qual deve ser a competência dos dirigentes da empresa?

Que nível de conhecimento técnico é necessário para comandar um “Hotel”? Quais são as habilidades que devem ser desenvolvidas? Como adquirir experiência neste ramo de negócio (se já não possuir)? Qual deve ser o perfil de empresário neste ramo de negócio? Como desenvolver este perfil?

Que preço será cobrado?

Qual a necessidade de faturamento que a empresa projetada terá ? Quais serão seus custos? Quais serão suas possibilidades de preço? Quais preços a concorrência pratica? Como superar os preços da concorrência? É importante superar os preços da concorrência? Qual lucro pode ser gerado?

Qual investimento será necessário? Quando virão os resultados? Por quanto tempo suportará movimento fraco?

Qual previsão de gasto inicial? E nos primeiros meses de funcionamento? Já tem disponibilidade financeira? Necessitará de crédito adicional? Sócio é a opção escolhida para aumentar o capital? Qual o perfil do sócio ideal? Qual o papel de cada sócio?

Nenhum comentário: