domingo, 31 de julho de 2016

O problema do atendimento: um prejuízo para os restaurantes.



Falar de atendimento ao cliente  é um tanto maçante. É um termo já digerido por todos  os  donos de restaurantes, hotéis e pousadas. Ao ponto de já não mais acreditarem que treinamentos sejam um investimento. O fato é ‘treinamentos enlatados”, não resolvem os problemas comportamentais  da equipe.

O velho ditado  que diz: “O olho do dono  engorda o gado”,  é uma  verdade das mais importantes em todo negócio.

Ontem eu e um amigo fomos almoçar num famoso restaurante frequentado por executivos, ambiente  cult, elegante, confortável e com um serviço de buffet  simpático. Porém o atendimento dos funcionários poderia  se dizer, precariamente perceptível, ficamos lá  uns 45  minutos, sentamos próximos  a entrada onde podíamos observar a maior  parte do salão, percebi  nesse  tempo  que entraram mais de 25 pessoas e não foram sequer recebidos, inclusive nós, ou mesmo dando-lhes alguma  atenção ou simplesmente uma boa acolhida de integração. Percebi  que  9 pessoas  entraram  e desistiram de consumir, ficaram em  duvida  quanto  aos  serviços,  até  porque  o  buffet  fica longe  da  visão de  quem entra. A perda de receita deve ser bastante  considerável neste  estabelecimento. Quanto as atitudes dos funcionários, nada, absolutamente uma postura fria e sem profissionalismo algum. Muito embora os funcionários sejam educados, faltam-lhes  liderança,  faltam-lhes antes de tudo,  treinamentos.

O pior foi ouvir  o lamento do garçom  reclamando  da casa que  lhe  acolhe.
O negócio só prospera com a presença constante do dono, ou até melhor  com a presença de um gerente que pensa  como o dono!

"Não deixe seu negócio nas mãos dos empregados pois é o olho do dono que engorda o gado!"